Conheci Kennia na creche dos meus filhos. Sempre conversávamos nas entradas e saídas.

Kennia virou uma grande amiga, e alguns muitos anos atrás, ela comprou nossos serviços pela primeira vez para organizar o arquivo pessoal.

Kennia, atendendo a um pedido, nos indicou para a Tereza, que na época ia sair do apartamento para fazer uma obra, e depois voltaria com ele novinho em folha.

Antes mesmo da Tereza experimentar nossos serviços, ela nos indicou para a Lívia. Depois, mais tarde para a Bia.

Lívia, fez a organização de toda sua casa com a gente, e fez a organização de todas suas fotos físicas, ah, o arquivo também, e ainda nos indicou para a Mariana.

Mariana fez a pré mudança e a organização do pós, na casa provisória até retornar, um ano e meio depois para a antiga, lindamente reformada, mudança que nós fizemos também. Ah, e de quebra fizemos o arquivo, pra casa recomeçar de forma linda em todos os sentidos.

Para a Tereza, fizemos pré e pós mudança duas vezes, mais arquivo, fotografia, árvore de natal e qq serviço que a gente inventar ela compra, ela é AO Adicted e virou uma grande amiga.

Bia, indicada pela Tereza fez pré e pós mudança com a gente e de quebra, ficou tão bom, que ano passado pela primeira vez, nos contratou para fazer a decoração de natal da casa dela também.

Bia, de tão feliz que ficou, nos indicou para a Ana Maria e para a Laura.

E é da indicação da indicação que vamos falar hj. Vamos contar a história da Ana Maria, porque a da Laura, só no mês que vem, quando faremos a mudança dela, marcada desde fevereiro, desse ano histórico que está sendo 2020.

Ana Maria é casada e tem um apezinho confortável e lindo no coração de Ipanema, zona sul carioca. Um casal sem filhos, nem bichinhos, mas com muitas plantinhas. Ambos executivos, super inteligentes, cultos, sem tempo para cuidar da casa, mas com uma vontade imensa de ter ela organizada e harmonizada.

Uma semana antes da quarentena, nós cumprimos a primeira etapa que consistia em retirar algumas coisas bem pessoais, colocar em malas e levar para um Airbnb, onde eles ficariam provisoriamente durante uns 3 meses de obra – pintura e sinteco. Também encaixotamos, algumas poucas coisas. Abrimos exceção, porque era realmente pouca coisa, e distribuímos pelos cômodos que não sofreriam nenhuma intervenção, para não atrapalhar o andamento da obra.

Com o terreno todo preparado, chamamos o Marcelo, um frete parceiro, bem cuidadoso e comprometido, e que indicamos em pequenas mudanças e transportes. Ele e sua equipe, embalaram as coisas grandes, carregaram o caminhãozinho com todo o volume e levaram para o Airbnb. Lá, nós adequamos todo o conteúdo ao espaço e deixamos tudo prontinho para a entrada deles.

Três meses depois, no auge da pandemia, a obra acabou e Ana Maria nos chamou novamente para fazer      “a volta”, e vcs sabem que na volta,em qq circunstância, parece que as coisas brotam, o volume aumenta de tal forma, né mores? Assim se cumpriu a profecia. Montamos uma estratégia para que todos estivessem seguros e protegidos durante esse período difícil e no auge do contágio. Duas cabeças juntas, minha e da Ana, pensam melhor que uma, assim decidimos o seguinte: começar pelo apartamento reformado, colocar tudo nos lugares, abrir as caixas que eram basicamente decoração e livros e ir montando o apartamento com tudo o que já estava lá. Fizemos isso com um efetivo reduzido, estando no apartamento somente eu e Patricia, não tivemos tempo nem de respirar. Em três dias, montamos e organizamos o quarto de serviço, o espaço mais bagunçado e que sofreu a maior intervenção até então, área de serviço, cozinha, salas, quarto do casal, banheiros e home office dela. Foram três dias de batidão, mas ficou tudo muito perfeito, aguardando somente a chegada do volume do Airbnb.

No dia seguinte, ou quarto dia desse projeto, nós fomos para o Airbnb, mas só chegamos na parte da tarde, para dar tempo do casal sair para uma viagem para a região serrana, e não correr risco de nos esbarrarmos nessa quarentena. Lá fomos nós fazer as malas com todas as roupas do casal, e as de cama e banho também. Esvaziar geladeira e banheiros com tudo o que tinha de pessoal, colocar em bolsas térmicas e preparar todo o terreno novamente para a entrada do Marcelo e sua equipe levar de volta esse volume, e mais o adquirido durante a quarentena, que foram muitos (quem nunca nesse período?), incluindo uma ergométrica.

No quinto e último dia, foi puxado! Beeem puxado! A gente teve que esperar a equipe do Marcelo chegar das duas viagens com todo o volume, e cair dentro da organização. Colocar mais um “apartamentinho” dentro de outro. Não foi fácil, acho que foi o mais difícil na verdade. Mais uma vez nos dividimos pelo apartamento e cada uma, eu e Patty, fomos concluindo nossos “setores”, rs. Costumo brincar com essa palavra sempre, quando encontro alguma coisa pelo caminho, logo falo, “ih, isso é setor Patricia, vou entregar lá.”

Ao longo de uma dia corrido, tudo foi se encaixando, as roupas e acessórios que chegaram em malas, foram para os armários, a roupa de cama, para o roupeiro, geladeira inteira organizada, home office em dia e o banheiro dela, aquele que tinha pouca coisa, lotou! O planejamento de compra dos cabides deu super certo, a quantidade foi perfeita e ganhamos mais espaço para caber todas as roupas, as antigas e as novas. Eram quase 18h30 de uma sexta-feira quando terminamos de rotular e mais uma vez, saímos exaustas, porém felizes com o resultado.

E a Ana, gostou? Recebemos um áudio lindo, vou transcrever uma parte dele aqui. Desculpe gente, bateu um orgulho muito grande da gente, sabe?

“Verônica, tudo beeeem??? Só pra dizer que a gente amou tudo! As roupas ficaram incríveis! O escritório ficou ótimo, do jeito que eu queria. Tudo super organizado. Achei tudo o que eu precisa lá no quarto de empregada, enfim, tudo o que eu procurei eu achei. Até agora eu não tive que te perguntar nada!”

É maravilhoso quando o cliente se apropria de sua casa. Acreditem, muita gente não faz isso, ou não sabem o quão bom é. Ana ganhou autonomia ao achar seus objetos antes perdidos, ou sem lugar certo. Ganhou felicidade, harmonia e uma decoração nova. Embora tivesse contratado uma arquiteta, nós tivemos a ousadia de decorar a casa, tudo muito intuitivamente e ela amou! Sinal de que nossa escuta foi bem aguçada. Que entendemos muito bem o casal e suas demandas e isso foi reproduzido na forma como organizamos e decoramos a casinha deles.

Alguns  dias depois, ela me mandou um whatsaap pedindo meu endereço, e enviou uma cesta  agradecendo,  com vinho, queijo, bolo, pão artesanal e outros quitutes de uma delicatessen deliciosa aqui do RJ. Isso é de uma elegância e gratidão ímpar! É sempre maravilhoso ter esse reconhecimento, que como eu descrevi lá no início desse post, vai desde uma amizade sólida construída durante os projetos, às boas indicações de uma para outra, super recomendando o trabalho, formando uma corrente de clientes potenciais e cabos eleitorais da sua marca/ serviço, até essas gentilezas deliciosas em forma de comidinhas. Tudo é bem vindo! Tudo é quase 100%, porque perfeição não existe, mas continuamos tentando chegar lá!

Obrigada Kenninha que começou toda essa corrente que só prospera! Vc me trouxe muitas coisas boas, além do convívio com vc e sua família que eu amo de paixão. Trouxe clientes preciosos, queridos, generosos e gratos!

Beijos, boa semana e até a próxima história, que já tenho em mente!

Verônica Cavalcanti

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Recomenda Ana!!!! Recomenda e continua essa corrente linda, que começou alguns anos atrás com a Kenninha! Que venham mais e mais indicações!!!   ↓

 

 

“Verônica

Prazer, sou Verônica Cavalcanti, criadora do Ateliê Ordenar. Nasci organizada, disciplinada, obstinada. E, ainda, sob o signo de Áries e ascendente em Escorpião!
Como me disse uma vez um numerólogo: vim para a guerra. 😉

CATEGORIAS

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Conheci Kennia na creche dos meus filhos. Sempre conversávamos nas entradas e saídas.

Kennia virou uma grande amiga, e alguns muitos anos atrás, ela comprou nossos serviços pela primeira vez para organizar o arquivo pessoal.

Kennia, atendendo a um pedido, nos indicou para a Tereza, que na época ia sair do apartamento para fazer uma obra, e depois voltaria com ele novinho em folha.

Antes mesmo da Tereza experimentar nossos serviços, ela nos indicou para a Lívia. Depois, mais tarde para a Bia.

Lívia, fez a organização de toda sua casa com a gente, e fez a organização de todas suas fotos físicas, ah, o arquivo também, e ainda nos indicou para a Mariana.

Mariana fez a pré mudança e a organização do pós, na casa provisória até retornar, um ano e meio depois para a antiga, lindamente reformada, mudança que nós fizemos também. Ah, e de quebra fizemos o arquivo, pra casa recomeçar de forma linda em todos os sentidos.

Para a Tereza, fizemos pré e pós mudança duas vezes, mais arquivo, fotografia, árvore de natal e qq serviço que a gente inventar ela compra, ela é AO Adicted e virou uma grande amiga.

Bia, indicada pela Tereza fez pré e pós mudança com a gente e de quebra, ficou tão bom, que ano passado pela primeira vez, nos contratou para fazer a decoração de natal da casa dela também.

Bia, de tão feliz que ficou, nos indicou para a Ana Maria e para a Laura.

E é da indicação da indicação que vamos falar hj. Vamos contar a história da Ana Maria, porque a da Laura, só no mês que vem, quando faremos a mudança dela, marcada desde fevereiro, desse ano histórico que está sendo 2020.

Ana Maria é casada e tem um apezinho confortável e lindo no coração de Ipanema, zona sul carioca. Um casal sem filhos, nem bichinhos, mas com muitas plantinhas. Ambos executivos, super inteligentes, cultos, sem tempo para cuidar da casa, mas com uma vontade imensa de ter ela organizada e harmonizada.

Uma semana antes da quarentena, nós cumprimos a primeira etapa que consistia em retirar algumas coisas bem pessoais, colocar em malas e levar para um Airbnb, onde eles ficariam provisoriamente durante uns 3 meses de obra – pintura e sinteco. Também encaixotamos, algumas poucas coisas. Abrimos exceção, porque era realmente pouca coisa, e distribuímos pelos cômodos que não sofreriam nenhuma intervenção, para não atrapalhar o andamento da obra.

Com o terreno todo preparado, chamamos o Marcelo, um frete parceiro, bem cuidadoso e comprometido, e que indicamos em pequenas mudanças e transportes. Ele e sua equipe, embalaram as coisas grandes, carregaram o caminhãozinho com todo o volume e levaram para o Airbnb. Lá, nós adequamos todo o conteúdo ao espaço e deixamos tudo prontinho para a entrada deles.

Três meses depois, no auge da pandemia, a obra acabou e Ana Maria nos chamou novamente para fazer      “a volta”, e vcs sabem que na volta,em qq circunstância, parece que as coisas brotam, o volume aumenta de tal forma, né mores? Assim se cumpriu a profecia. Montamos uma estratégia para que todos estivessem seguros e protegidos durante esse período difícil e no auge do contágio. Duas cabeças juntas, minha e da Ana, pensam melhor que uma, assim decidimos o seguinte: começar pelo apartamento reformado, colocar tudo nos lugares, abrir as caixas que eram basicamente decoração e livros e ir montando o apartamento com tudo o que já estava lá. Fizemos isso com um efetivo reduzido, estando no apartamento somente eu e Patricia, não tivemos tempo nem de respirar. Em três dias, montamos e organizamos o quarto de serviço, o espaço mais bagunçado e que sofreu a maior intervenção até então, área de serviço, cozinha, salas, quarto do casal, banheiros e home office dela. Foram três dias de batidão, mas ficou tudo muito perfeito, aguardando somente a chegada do volume do Airbnb.

No dia seguinte, ou quarto dia desse projeto, nós fomos para o Airbnb, mas só chegamos na parte da tarde, para dar tempo do casal sair para uma viagem para a região serrana, e não correr risco de nos esbarrarmos nessa quarentena. Lá fomos nós fazer as malas com todas as roupas do casal, e as de cama e banho também. Esvaziar geladeira e banheiros com tudo o que tinha de pessoal, colocar em bolsas térmicas e preparar todo o terreno novamente para a entrada do Marcelo e sua equipe levar de volta esse volume, e mais o adquirido durante a quarentena, que foram muitos (quem nunca nesse período?), incluindo uma ergométrica.

No quinto e último dia, foi puxado! Beeem puxado! A gente teve que esperar a equipe do Marcelo chegar das duas viagens com todo o volume, e cair dentro da organização. Colocar mais um “apartamentinho” dentro de outro. Não foi fácil, acho que foi o mais difícil na verdade. Mais uma vez nos dividimos pelo apartamento e cada uma, eu e Patty, fomos concluindo nossos “setores”, rs. Costumo brincar com essa palavra sempre, quando encontro alguma coisa pelo caminho, logo falo, “ih, isso é setor Patricia, vou entregar lá.”

Ao longo de uma dia corrido, tudo foi se encaixando, as roupas e acessórios que chegaram em malas, foram para os armários, a roupa de cama, para o roupeiro, geladeira inteira organizada, home office em dia e o banheiro dela, aquele que tinha pouca coisa, lotou! O planejamento de compra dos cabides deu super certo, a quantidade foi perfeita e ganhamos mais espaço para caber todas as roupas, as antigas e as novas. Eram quase 18h30 de uma sexta-feira quando terminamos de rotular e mais uma vez, saímos exaustas, porém felizes com o resultado.

E a Ana, gostou? Recebemos um áudio lindo, vou transcrever uma parte dele aqui. Desculpe gente, bateu um orgulho muito grande da gente, sabe?

“Verônica, tudo beeeem??? Só pra dizer que a gente amou tudo! As roupas ficaram incríveis! O escritório ficou ótimo, do jeito que eu queria. Tudo super organizado. Achei tudo o que eu precisa lá no quarto de empregada, enfim, tudo o que eu procurei eu achei. Até agora eu não tive que te perguntar nada!”

É maravilhoso quando o cliente se apropria de sua casa. Acreditem, muita gente não faz isso, ou não sabem o quão bom é. Ana ganhou autonomia ao achar seus objetos antes perdidos, ou sem lugar certo. Ganhou felicidade, harmonia e uma decoração nova. Embora tivesse contratado uma arquiteta, nós tivemos a ousadia de decorar a casa, tudo muito intuitivamente e ela amou! Sinal de que nossa escuta foi bem aguçada. Que entendemos muito bem o casal e suas demandas e isso foi reproduzido na forma como organizamos e decoramos a casinha deles.

Alguns  dias depois, ela me mandou um whatsaap pedindo meu endereço, e enviou uma cesta  agradecendo,  com vinho, queijo, bolo, pão artesanal e outros quitutes de uma delicatessen deliciosa aqui do RJ. Isso é de uma elegância e gratidão ímpar! É sempre maravilhoso ter esse reconhecimento, que como eu descrevi lá no início desse post, vai desde uma amizade sólida construída durante os projetos, às boas indicações de uma para outra, super recomendando o trabalho, formando uma corrente de clientes potenciais e cabos eleitorais da sua marca/ serviço, até essas gentilezas deliciosas em forma de comidinhas. Tudo é bem vindo! Tudo é quase 100%, porque perfeição não existe, mas continuamos tentando chegar lá!

Obrigada Kenninha que começou toda essa corrente que só prospera! Vc me trouxe muitas coisas boas, além do convívio com vc e sua família que eu amo de paixão. Trouxe clientes preciosos, queridos, generosos e gratos!

Beijos, boa semana e até a próxima história, que já tenho em mente!

Verônica Cavalcanti

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Recomenda Ana!!!! Recomenda e continua essa corrente linda, que começou alguns anos atrás com a Kenninha! Que venham mais e mais indicações!!!   ↓

 

 

“Verônica

Prazer, sou Verônica Cavalcanti, criadora do Ateliê Ordenar. Nasci organizada, disciplinada, obstinada. E, ainda, sob o signo de Áries e ascendente em Escorpião!
Como me disse uma vez um numerólogo: vim para a guerra. 😉

CATEGORIAS

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.