Se tem um trabalho que literalmente dá trabalho e que cada vez mais eu amo fazer e que tá ganhando terreno é a organização e a catalogação de livros. Bem verdade que é um trabalho na essência maior da palavra.

Pois bem, em abril de 2016, eu fui fazer o orçamento dela, atriz maravilhosa, fez papéis memoráveis, da vanguarda, bem sucedida, casa linda, de um bom gosto impecável. Sabe o que é bom em todos os aspectos. Intelectual, inteligentíssima, temperamento forte e adora organização. Tem origem alemã e como tal, valoriza esse tipo de trabalho. E vou te falar? Eu amo trabalhar para esse público e me dou por satisfeita com o público global que atendo. Avessos à exposição, às selfies, aos videozinhos, tal qual eu, e cada um no seu quadrado, sem mais. Gostam e valorizam um trabalho refinado. Não querem trabalhos gratuitos em troca de fotos no Instagram, e vamos combinar? Eu também não aceitaria essa oferta. Ahhh esses meus globais, falam a minha língua, graças a Deus!

Ela buscava um trabalho diferenciado. A realidade era um arquivo confuso, aliás, um montoado de papéis, contas, documentos importantes em várias malas com pasta suspensa dentro. Outros tantos espalhados pela casa em um armário na área externa. Pensa que acabou por aí? Duas estantes megas, abarrotadas de livros de todos os temas que vcs possam imaginar. No currículo, um trabalho antigo feito por uma outra Organizer alguns anos atrás e que com o tempo, perdeu o formato. Comecei do zero. Digo comecei porque foi um trabalho inteiro feito por mim, somente, solo total. Em casas de clientes com esse perfil, prefiro não levar assistentes. Ali, eu tive uma grande aliada nesse processo que foi a secretária da cliente, que por sinal, virou uma grande amiga. Uma querida.

Um trabalho estimado para durar 17 dias, mas que foi concluído em 27 no total, desses quase sete meses do início da execução até a entrega total do trabalho. Errei feio! Rs Mas vou me justificar aqui hein? Algumas coisas a gente só conhece durante a execução do trabalho, o perfil do cliente é uma dessa coisas. E isso, faz uma diferença enorme no andamento. Ela é sensacional, porém voraz. Faz tudo ao mesmo tempo – coisa de mulher que é profissional, mãe, irmã, amiga, dona de casa, tudo muito – e tem agenda lotada! Sim, já era de se esperar. O que eu não contava é que a minha agenda também estivesse lotada além da conta, com um trabalho em paralelo, gigante feito para o Hotel Nacional, que vai ser contado aqui mais adiante, e os demais clientes mensalistas de praxe e ainda, os novos projetos que chegam mensalmente. Por isso esse trabalho atrasou tanto. Fora um imenso número de espetáculos teatrais que ela estava encenado Brasil afora.

Bem, fui levando o trabalho da melhor forma possível, ora sozinha, ora com ela. E assim eu tive que montar uma estratégia para que o trabalho fluisse direitinho e não embolasse com nossas agendas. Fui trabalhando de acordo com as demandas possíveis no momento. Então, começou assim o trabalho direcionado aos livros, e que começou logo após a finalização do arquivo:

1-Levei praticamente três dias com ela desmontando as estante, nicho por nicho e classificando os livros, com temas bem particulares tipo: Teatro Grego, Textos de Teatro, “Fodões” (sim, ela decidiu esse tema), Mulheres, Livros Queridos, Livros Inesquecíveis entre tantas outras denominações tão singulares que só ela poderia criar.

2- Depois de tudo classificado, foi a hora de voltar com os livros para a estante de acordo com as demandas dela. Os preferidos e mais consultados embaixo. Os menos, subiram. Na estante da sala, aliei os mais queridos, com os que fazem a função de decorar. E como a estante é composta de 48 nichos, foi muito mais fácil montá-la;

3 – Depois de tudo categorizado e de volta às estantes, começou a catalogação de cada exemplar. Optei por métodos um pouquinho diferentes em função do layout de cada uma, mas o resultado é o mesmo. A estante de madeira da sala, eu achei durante a organização do arquivo. Achei ela desenhadinha. Pedi ajuda aos universitários, e eles mexeram na imagem pra mim e inseriram os números que eu na minha cabecinha estimei;

4 – Finalizada a catalogação, foi feita uma revisão e alguns testes pra ver se tava funcionando de fato. Esse teste foi fundamental, pois como o trabalho, apesar de só ter efetivamente gasto 27 dias, levou seis meses para ser concluído. Houve grandes intervalos entre uma ida minha e outra. Nesses intervalos, ela consultou alguns livros, emprestou outros, a faxineira limpou as prateleiras e facilmente alguma coisa poderia ter perdido a configuração;

5 – Bem, o final vc já sabe. Com tanta confusão que foi esse período, onde um computador morreu, entrou outro que também morreu, aí ressuscitou o primeiro, e depois o segundo, e o arquivo ficava rolando de Mac para Windows e vice versa, salvaram-se todos os notes e o arquivo com a catalogação também. Foi só correr pra imprimir e com a ajuda dos meus universitários, criar uma capinha fofa com nossos devidos créditos. Ganhou o título de “Na Estante de…”. Criação daquela que cuida da minha página como ninguém e que também, não troco por ninguém!

O resultado, foi esse aí ó:

Capinha linda e catalogação prontinha, devidamente entregue!

Beijos e até a próxima postagem, cheinha de histórias boas a e curiosas pra contar.

Verônica Cavalcanti

“Verônica

Prazer, sou Verônica Cavalcanti, criadora do Ateliê Ordenar. Nasci organizada, disciplinada, obstinada. E, ainda, sob o signo de Áries e ascendente em Escorpião!
Como me disse uma vez um numerólogo: vim para a guerra. 😉

CATEGORIAS

2 Comments

  1. Angelice Marins de Farias Barcellos 03/02/2017 at 11:49 - Reply

    Cada post seu é uma grande aprendizagem!

    Muito bom ver que a cada tipo de organização pode-se ter um critério diferenciado e personalizado mesmo, conforme o desejo/uso do cliente.

    Por isso me encanto cada vez mais pelo seu trabalho gowst-organizer! É disso que eu também gosto: dar valor ao trabalho e não a pessoa!

    Mais uma vez, parabéns, Verônica! Todo o sucesso do mundo. Bjs.

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Se tem um trabalho que literalmente dá trabalho e que cada vez mais eu amo fazer e que tá ganhando terreno é a organização e a catalogação de livros. Bem verdade que é um trabalho na essência maior da palavra.

Pois bem, em abril de 2016, eu fui fazer o orçamento dela, atriz maravilhosa, fez papéis memoráveis, da vanguarda, bem sucedida, casa linda, de um bom gosto impecável. Sabe o que é bom em todos os aspectos. Intelectual, inteligentíssima, temperamento forte e adora organização. Tem origem alemã e como tal, valoriza esse tipo de trabalho. E vou te falar? Eu amo trabalhar para esse público e me dou por satisfeita com o público global que atendo. Avessos à exposição, às selfies, aos videozinhos, tal qual eu, e cada um no seu quadrado, sem mais. Gostam e valorizam um trabalho refinado. Não querem trabalhos gratuitos em troca de fotos no Instagram, e vamos combinar? Eu também não aceitaria essa oferta. Ahhh esses meus globais, falam a minha língua, graças a Deus!

Ela buscava um trabalho diferenciado. A realidade era um arquivo confuso, aliás, um montoado de papéis, contas, documentos importantes em várias malas com pasta suspensa dentro. Outros tantos espalhados pela casa em um armário na área externa. Pensa que acabou por aí? Duas estantes megas, abarrotadas de livros de todos os temas que vcs possam imaginar. No currículo, um trabalho antigo feito por uma outra Organizer alguns anos atrás e que com o tempo, perdeu o formato. Comecei do zero. Digo comecei porque foi um trabalho inteiro feito por mim, somente, solo total. Em casas de clientes com esse perfil, prefiro não levar assistentes. Ali, eu tive uma grande aliada nesse processo que foi a secretária da cliente, que por sinal, virou uma grande amiga. Uma querida.

Um trabalho estimado para durar 17 dias, mas que foi concluído em 27 no total, desses quase sete meses do início da execução até a entrega total do trabalho. Errei feio! Rs Mas vou me justificar aqui hein? Algumas coisas a gente só conhece durante a execução do trabalho, o perfil do cliente é uma dessa coisas. E isso, faz uma diferença enorme no andamento. Ela é sensacional, porém voraz. Faz tudo ao mesmo tempo – coisa de mulher que é profissional, mãe, irmã, amiga, dona de casa, tudo muito – e tem agenda lotada! Sim, já era de se esperar. O que eu não contava é que a minha agenda também estivesse lotada além da conta, com um trabalho em paralelo, gigante feito para o Hotel Nacional, que vai ser contado aqui mais adiante, e os demais clientes mensalistas de praxe e ainda, os novos projetos que chegam mensalmente. Por isso esse trabalho atrasou tanto. Fora um imenso número de espetáculos teatrais que ela estava encenado Brasil afora.

Bem, fui levando o trabalho da melhor forma possível, ora sozinha, ora com ela. E assim eu tive que montar uma estratégia para que o trabalho fluisse direitinho e não embolasse com nossas agendas. Fui trabalhando de acordo com as demandas possíveis no momento. Então, começou assim o trabalho direcionado aos livros, e que começou logo após a finalização do arquivo:

1-Levei praticamente três dias com ela desmontando as estante, nicho por nicho e classificando os livros, com temas bem particulares tipo: Teatro Grego, Textos de Teatro, “Fodões” (sim, ela decidiu esse tema), Mulheres, Livros Queridos, Livros Inesquecíveis entre tantas outras denominações tão singulares que só ela poderia criar.

2- Depois de tudo classificado, foi a hora de voltar com os livros para a estante de acordo com as demandas dela. Os preferidos e mais consultados embaixo. Os menos, subiram. Na estante da sala, aliei os mais queridos, com os que fazem a função de decorar. E como a estante é composta de 48 nichos, foi muito mais fácil montá-la;

3 – Depois de tudo categorizado e de volta às estantes, começou a catalogação de cada exemplar. Optei por métodos um pouquinho diferentes em função do layout de cada uma, mas o resultado é o mesmo. A estante de madeira da sala, eu achei durante a organização do arquivo. Achei ela desenhadinha. Pedi ajuda aos universitários, e eles mexeram na imagem pra mim e inseriram os números que eu na minha cabecinha estimei;

4 – Finalizada a catalogação, foi feita uma revisão e alguns testes pra ver se tava funcionando de fato. Esse teste foi fundamental, pois como o trabalho, apesar de só ter efetivamente gasto 27 dias, levou seis meses para ser concluído. Houve grandes intervalos entre uma ida minha e outra. Nesses intervalos, ela consultou alguns livros, emprestou outros, a faxineira limpou as prateleiras e facilmente alguma coisa poderia ter perdido a configuração;

5 – Bem, o final vc já sabe. Com tanta confusão que foi esse período, onde um computador morreu, entrou outro que também morreu, aí ressuscitou o primeiro, e depois o segundo, e o arquivo ficava rolando de Mac para Windows e vice versa, salvaram-se todos os notes e o arquivo com a catalogação também. Foi só correr pra imprimir e com a ajuda dos meus universitários, criar uma capinha fofa com nossos devidos créditos. Ganhou o título de “Na Estante de…”. Criação daquela que cuida da minha página como ninguém e que também, não troco por ninguém!

O resultado, foi esse aí ó:

Capinha linda e catalogação prontinha, devidamente entregue!

Beijos e até a próxima postagem, cheinha de histórias boas a e curiosas pra contar.

Verônica Cavalcanti

“Verônica

Prazer, sou Verônica Cavalcanti, criadora do Ateliê Ordenar. Nasci organizada, disciplinada, obstinada. E, ainda, sob o signo de Áries e ascendente em Escorpião!
Como me disse uma vez um numerólogo: vim para a guerra. 😉

CATEGORIAS

2 Comments

  1. Angelice Marins de Farias Barcellos 03/02/2017 at 11:49 - Reply

    Cada post seu é uma grande aprendizagem!

    Muito bom ver que a cada tipo de organização pode-se ter um critério diferenciado e personalizado mesmo, conforme o desejo/uso do cliente.

    Por isso me encanto cada vez mais pelo seu trabalho gowst-organizer! É disso que eu também gosto: dar valor ao trabalho e não a pessoa!

    Mais uma vez, parabéns, Verônica! Todo o sucesso do mundo. Bjs.

Leave A Comment

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.